Descubra agora como garantir uma renovação no contrato de aluguel - CredPago

Marca CredPago

Blog

30/07/2019

Descubra agora como garantir uma renovação no contrato de aluguel

Tão importante quanto cativar clientes é mantê-los, certo? Em imobiliárias, uma das consequências da fidelização é poder garantir a renovação no contrato de aluguel. Saber escolher um bom tipo de garantia de aluguel, por exemplo, é um bom começo.

A continuidade do acordo é essencial para o sucesso do negócio, e fica muito mais fácil quando os corretores da empresa estão bem informados sobre o assunto. A seguir, conheça algumas dicas práticas que vão ajudar você a garantir que os clientes renovem seus contratos de aluguel!

Preste atenção nos prazos

Como qualquer outra empresa, a imobiliária precisa ter muita atenção aos prazos, de modo a não prejudicar a si e aos clientes. É comum que os contratos de locação apresentem uma cláusula de renovação automática após o vencimento, caso o inquilino ou o proprietário não se manifestem contrários a isso

Para não perder o controle e, consequentemente, os direitos, é fundamental ter uma gestão eficiente dos documentos da organização. Tudo isso, é claro, conhecendo a legislação que norteia cada negócio fechado.

Perder prazos demonstra que existem problemas internos, e isso prejudica a credibilidade da imobiliária — característica fundamental para ter mais êxito nesse mercado.

Estude a legislação

Para conseguir mostrar os benefícios da renovação contratual para as partes, bem como orientá-las durante esse processo, é crucial entender muito bem os direitos e deveres de cada um.

A Lei do Inquilinato orienta que, em acordos locatícios com prazo de vigência maior ou igual a 30 meses, deve acontecer a prorrogação por tempo indeterminado. Entretanto, o dono tem um prazo de 30 dias após o vencimento para solicitar a desocupação do imóvel.

Também em contratos válidos por menos de 30 meses, a lei determina que a renovação automática pode acontecer por prazo indeterminado. Nesses casos, a propriedade só poderá ser solicitada de volta em certas situações. Veja quais são elas:

  • uso próprio, de seu cônjuge ou familiares que não tenham imóvel residencial em seu nome;
  • caso a locação ultrapasse 5 anos;
  • para a realização de demolições, obras e reformas autorizadas pelo Poder Público.
  • quando a ocupação da casa ou apartamento pelo proprietário tem relação com o emprego.

Mantenha um bom relacionamento com o cliente

Um dos principais motivos para a não permanência dos inquilinos e proprietários é receber um mau atendimento. Uma relação baseada em respeito, dialogo e profissionalismo faz com que os clientes tenham vontade de continuar usufruindo dos serviços da empresa.

Por isso, invista em práticas e ferramentas que tornem a experiência do consumidor melhor e o atendimento mais eficiente. Confira abaixo algumas medidas que podem ser adotadas para alugar imóveis por mais tempo.

Atenda com agilidade

Ninguém gosta de esperar por muito tempo para ser atendido. Não adianta responder todos os questionamentos prontamente apenas antes do contrato ser assinado. A agilidade ao esclarecer dúvidas e atender solicitações deve começar no primeiro contato e permanecer durante todo o processo de locação. Uma boa saída para tornar os processos mais rápido é oferecer aluguel sem fiador com o uso de outras garantias locatícias.

Tenha empatia

Cada cliente é único e assim deve ser tratado sempre que for contactado ou precisar da imobiliária. Escute com atenção as suas necessidades e se esforce para encontrar as melhores soluções para todos os problemas. Saber que pode contar com a empresa é algo que as pessoas certamente consideram na hora de escolher renovar ou não o contrato.

Seja acessível

Falar com a imobiliária não pode ser um desafio. A dificuldade em entrar em contato desgasta a relação, deixando os clientes inseguros e descontentes. Além de divulgar os canais de comunicação, é ideal que existam profissionais disponíveis para atender nas redes sociais, WhatsApp, e-mail, telefone e site do negócio.

Adeque a linguagem

A linguagem também precisa ser acessível. É válido lembrar que os clientes podem não estar habituados aos termos usados no mercado imobiliário e às burocracias que envolvem a relação. Sendo assim, a comunicação deve ser transparente e objetiva.

Outro ponto relevante é adequar a linguagem ao perfil de cliente da imobiliária. É diferente conversar com jovens que estão saindo da casa dos pais e com pessoas de 50 anos que querem morar mais perto do trabalho, não concorda?

Tenha bom senso no aumento do aluguel

O aumento do aluguel influencia muito a decisão do inquilino de continuar ou não no imóvel. Afinal de contas, é preciso que exista um acordo entre as partes para que a parceria se mantenha. Caso o morador considere o novo preço abusivo e não consiga reduzir a quantia com o locatário, precisará se mudar.

Apesar de já estar previsto em contrato, inclusive, com a periodicidade e o índice imobiliário — que será aproveitado para o cálculo —, é totalmente possível negociar com as partes. Para isso, vale o bom senso do corretor, que mediará o diálogo e precisará encontrar um número interessante para todos.

Entre outros aspectos, veja o que deve ser considerado para ampliar o preço da locação:

  • momento econômico do país;
  • perfil do inquilino (ele paga em dia? Conserva bem o imóvel?);
  • valores praticados pelo mercado.

Comunique o desejo de renovação

Se o proprietário do imóvel quer continuar a locação da propriedade para o inquilino atual, é viável que o corretor comunique o interesse quando a vigência do contrato estiver perto do fim.

Dessa forma, todos negociam com calma as condições da renovação, como o aumento do aluguel, e o morador atual terá tempo de refletir sobre a melhor decisão. Nesse período, é muito interessante deixar evidente que está disponível para tirar todas as dúvidas que surgirem.

Formalize corretamente as negociações

Tudo o que for decidido entre proprietário e inquilino — como o novo prazo, o reajuste do aluguel, entre outros dados — precisa ser devidamente formalizado por escrito. O aditivo contratual necessita ser assinado entre as partes para garantir a legalidade do novo acordo e a segurança de todos.

A renovação no contrato de aluguel é interessante para o inquilino, para o proprietário e para a imobiliária. Isso porque é preciso investir tempo e dinheiro para encontrar novos clientes e propriedades. Sendo assim, siga as dicas do post para garantir a continuidade da parceria.

Que tal continuar lendo sobre como ter mais sucesso no ramo imobiliário? Veja o nosso próximo artigo e descubra como fazer uma gestão de sucesso!

reduzir burocracia na locação de imóveisPowered by Rock Convert

Compartilhar
Facebook Google Plus Twitter Linkedin
Encontre uma imobiliária
CredPago
Escrito por
CredPago

A Revolução em locação imobiliária.


Mais de 6 mil imobiliárias parceiras
Pin
Encontre uma próxima de você


0800 001 6002

Atendimento digital
47 99936-0198



Parceiros

  • Captei
  • Colibri
  • Endeavour
  • Cartões
  • Vistoria Simples
  • Vista
  • Universal
  • Casa Soft

Queremos garantir a melhor navegação e personalizar sua experiência no nosso site. Por isso, coletamos informações pessoais de preferências e interesses por meio de cookies e outras tecnologias semelhantes. Entenda como usamos os dados armazenados na nossa Política de Cookies.

Faça login em sua conta


Esqueci minha senha!