Você sabe como conseguir um fiador para aluguel? Veja como é possível! - CredPago

Marca CredPago

Blog

Aluguel17/12/2019

Você sabe como conseguir um fiador para aluguel? Veja como é possível!

Se você está iniciando uma nova vida e pretende alugar um imóvel, acaba se deparando com a pergunta: como conseguir um fiador para aluguel? Realmente, essa costuma ser a parte mais trabalhosa da locação, pois envolve pedir ajuda a alguém e essa pessoa precisa atender a todos os requisitos exigidos pela imobiliária.

Não é fácil e, muitas vezes, pode até dar um desânimo até o momento de, finalmente, assinar o contrato. Mas não se desanime. Aqui, você vai encontrar todas as informações de que precisar para levantar a documentação necessária e atender às exigências para o aluguel de imóveis. Acompanhe!

Qual o papel do fiador para a garantia locatícia?

Ter um fiador é uma forma de garantir ao proprietário do imóvel que ele não terá prejuízos, caso o inquilino tenha problemas para o pagamento do aluguel, do condomínio ou de demais despesas, como energia, gás e água. Ou seja, se a pessoa que assinou o contrato de locação não cumprir com as responsabilidades e cláusulas determinadas, é o fiador quem assume esses débitos.

Por essa razão é tão difícil encontrar pessoas que aceitem assinar a fiança como garantia na locação. Além disso, as imobiliárias costumam exigir uma documentação consistente para que o fiador seja aceito, muitas vezes até maior do que a do próprio inquilino. Isso ocorre porque é ele quem vai pagar os custos do contrato, caso algo dê errado.

Há, basicamente, dois tipos de fiança locatícia:

  • responsável subsidiário: trata-se do fiador que tem responsabilidade sobre as dívidas deixadas pelo titular do contrato, mas só deverá arcar com elas após a execução dos bens do inquilino;
  • responsável solidário: nesse caso, o fiador poderá ser acionado a qualquer momento, devendo arcar com as despesas deixadas pelo inquilino e podendo, por isso, correr o risco até de perder seu imóvel (que é oferecido como garantia no contrato).

Além de ser corresponsável pelas questões financeiras envolvendo o imóvel locado, o fiador também responde por questões judiciais, se o inquilino não atender a todas as cláusulas previstas no contrato. Por isso, muitas pessoas relutam em aceitar esse tipo de convite, pois a responsabilidade é muito grande.

Por fim, vale lembrar que o fiador não será acionado apenas nos casos de inadimplência. Ele será envolvido no processo sempre que houver mudanças no contrato de locação.

Como funciona a fiança no contrato de locação?

Cada imobiliária costuma ter seu próprio rol de exigências em relação à fiança locatícia. Mas a maioria dos casos prevê que o inquilino tenha ao menos duas pessoas dispostas a ser fiadoras. Nesse caso, elas assinam o contrato, juntamente ao proprietário e ao locatário, assumindo a corresponsabilidade sobre o atendimento às cláusulas propostas até o término de vigência dele, ou seja, quando o imóvel é entregue, com aprovação da vistoria.

Para que a fiança locatícia seja aceita, são necessários os seguintes documentos de cada fiador:

  • preenchimento e assinatura da ficha cadastral;
  • documento de identificação com foto (RG ou CNH);
  • comprovante de renda maior do que três vezes o valor do aluguel mensal;
  • comprovante de residência (normalmente, na mesma cidade do imóvel que será alugado);
  • declaração completa e atualizada do imposto de renda;
  • matrícula atualizada de imóvel quitado em seu nome;
  • comprovante de estado civil (se for casado, devem ser apresentados os documentos do cônjuge).

Se você conseguir um fiador pessoa jurídica, há outros documentos exigidos pela imobiliária:

  • preenchimento e assinatura da ficha cadastral;
  • Inscrição Estadual e CNPJ;
  • comprovante de endereço da empresa;
  • contrato social, com suas últimas alterações;
  • documentos de identificação dos sócios da empresa;
  • último balanço e os dois últimos balancetes da empresa;
  • declaração de imposto de renda completa e atualizada.

Quem pode ser fiador de um imóvel alugado?

Normalmente, as imobiliárias aceitam como fiadores todas as pessoas ou empresas que apresentem a documentação necessária e comprovação de renda três vezes superior ao valor do aluguel mensal e dos encargos sobre o imóvel, como IPTU e condomínio. Também é necessária a apresentação, como garantia, de ao menos um imóvel quitado no nome da pessoa que assinará o contrato como fiador.

Se a pessoa for casada, o cônjuge também assinará o documento. No caso de pessoa jurídica, é preciso que a permissão para esse tipo de operação esteja expressa no contrato social.

Como conseguir um fiador para aluguel?

Com todas as exigências que você viu até aqui, já deu para perceber que não é muito fácil conseguir um fiador, não é mesmo? Mas há algumas atitudes que podem ser tomadas no momento de pedir essa ajuda. Veja quais são elas.

Procure pessoas próximas

Justamente por ser uma responsabilidade muito grande, é mais fácil conseguir um fiador para aluguel entre parentes próximos. Procure conversar com pais, tios ou irmãos, pois certamente haverá mais abertura para essa possibilidade entre eles.

Pense em quem são as pessoas com quem há um relacionamento mútuo de confiança para fazer esse pedido e lembre-se de entender a situação, caso receba uma resposta negativa.

Fale abertamente sobre a situação

É importante, no momento de fazer a proposta, ser totalmente transparente sobre a sua situação financeira e sobre o contrato que está sendo proposto para a locação. Informe ao seu futuro fiador quais são as implicações dessa decisão, assim a credibilidade será maior.

Ofereça meios de garantias

Tente negociar com as pessoas que poderão assumir a fiança locatícia algumas formas de garantia de que você não deixará que elas tenham problemas com a assinatura do contrato. Quanto mais seguras elas estiverem, mais facilmente aceitarão assumir essa responsabilidade.

Negocie outras formas de fiança

Se ao ler tudo isso você percebeu que ter um fiador não é a melhor alternativa para seu caso, converse com os profissionais na imobiliária para estudar alternativas e reduzir a burocracia. Você pode tentar oferecer um caução ou recorrer a um seguro fiança. Mas a melhor opção, hoje em dia, está no uso do cartão de crédito como garantia locatícia.

Essa opção pode ser perfeita, pois você não precisará da ajuda de terceiros para assinar o contrato de locação. Além disso, o processo de aprovação é muito rápido, levando menos de um minuto para que seu cadastro seja validado. Então, é só assinar o contrato e pegar as chaves do seu novo lar!

Quer entender melhor o processo e como não é necessário conseguir um fiador para aluguel? Leia este post que fala sobreo fim dessa questão e da burocracia no aluguel de imóveis!


Compartilhar
Facebook Google Plus Twitter Linkedin
Encontre uma imobiliária
CredPago
Escrito por
CredPago

A Revolução em locação imobiliária.


Mais de 6 mil imobiliárias parceiras
Pin
Encontre uma próxima de você


0800 001 6002

Atendimento digital
47 99936-0198



Parceiros

  • Captei
  • Colibri
  • Endeavour
  • Cartões
  • Rede Vistorias
  • Vistoria Simples
  • Vista
  • Universal
  • Casa Soft

Faça login em sua conta


Esqueci minha senha!