5 pontos que você precisa saber para alugar um imóvel agora mesmo - CredPago

Marca CredPago

Blog

31/10/2019

5 pontos que você precisa saber para alugar um imóvel agora mesmo

Em um primeiro momento, é comum que as pessoas acreditem que alugar imóvel é algo extremamente simples. No entanto, encontrar uma casa ou apartamento ideal para morar exige muita pesquisa e análise. É necessário verificar o valor da locação, a infraestrutura da propriedade, a localização, entre vários outros itens.

Já as questões burocráticas geralmente demandam tempo e geram mais dúvidas. Pensando nisso, fizemos este conteúdo para ajudar quem deseja otimizar o processo de locação, apresentando os pontos que você deve ter atenção para alugar imóvel com segurança. Vamos lá?

1. Contrato

O contrato de locação é extremamente importante para garantir a legalidade e a segurança do acordo. Para isso, é fundamental que ele seja redigido corretamente, bem como devidamente assinado e lido com atenção pelas partes envolvidas. Todas as suas cláusulas precisam respeitar as regras determinadas pela Lei do Inquilinato.

Veja alguns dos principais aspectos que devem ser abordados e checados no documento.

Dados pessoais e do imóvel

Informações pessoais do proprietário e do inquilino — como endereço, nome completo, números dos documentos etc — precisam ser descritas no contrato de locação. Os dados do imóvel que será alugado também devem estar detalhados.

Valor do aluguel

O valor do aluguel e a data de vencimento são outros itens que compõe o contrato de locação, bem como o tipo de reajuste utilizado. O documento também precisa apresentar quais serão as consequências caso o pagamento não seja realizado no prazo acordado.

Por fim, é fundamental que as multas e juros cobrados caso o inquilino não cumpra com o dever de pagar o aluguel em dia estejam definidos de forma clara e objetiva.

Descrição das despesas

Além do valor da locação, todas as despesas a serem pagas pelo inquilino devem estar bem detalhadas, como condomínio, água, luz, IPTU, seguro, entre outras obrigações financeiras. Ao ler o contrato, é fundamental que você verifique se o valor total de morar naquele local não comprometerá o seu orçamento.

2. Documentação

Como qualquer outra transação imobiliária, alugar imóvel exige a apresentação de uma série de documentos. A lista pode variar um pouco de acordo com a imobiliária. Lembre-se de que o perfil do inquilino e a garantia locatícia — fazer a locação com fiador, por exemplo — demandam a entrega da documentação de ambos.

Os documentos são essenciais para comprovar a veracidade das informações dispostas no contrato e para a análise de crédito de quem pretende alugar a propriedade. Vale lembrar que a documentação do imóvel também precisa ser examinada.

Confira, a seguir, quais são os principais documentos solicitados ao inquilino:

  • CPF;
  • RG;
  • comprovante de residência;
  • comprovante de renda.

3. Lei do Inquilinato

A Lei do Inquilinato, nº 8.245/1991, foi criada com o objetivo de definir os direitos e deveres das partes envolvidas na negociação de locações imobiliárias. Isso significa que é imprescindível conhecer essa legislação antes de assinar um contrato de aluguel. Ela é extensa, mas separamos alguns tópicos importantes para auxiliá-lo. Veja:

Condições de moradia

A lei determina que o proprietário deve entregar o imóvel ao inquilino em plenas condições de moradia, ou seja, sem problemas que comprometam a segurança e o bem-estar dos moradores. Se algo for observado no momento da vistoria, é importante solicitar ao responsável que resolva a questão antes de assinar o contrato de locação.

Zelo pela propriedade

Outro aspecto abordado pela Lei do Inquilinato estabelece que o inquilino precisa zelar pelo imóvel e entregá-lo nas mesmas condições em que recebeu. Se algum dano for causado pelos moradores ou visitantes após a entrega das chaves, será necessário providenciar os consertos.

Modificações no imóvel

Para realizar reformas na propriedade alugada é preciso solicitar autorização ao proprietário. É ideal que o consentimento seja dado por escrito para evitar desentendimentos. Se a necessidade da obra surgir por conta de problemas anteriores à locação, os gastos são de responsabilidade do proprietário.

4. Vistoria

Como já foi dito, a Lei do Inquilinato é bem clara quando determina que o imóvel precisa ser entregue em condições apropriadas de moradia e que o inquilino deve devolver a propriedade da mesma forma que recebeu. Essas regras só podem ser respeitadas e, se for o caso, questionadas judicialmente, por conta da vistoria.

Sendo assim, antes de assinar o contrato, é fundamental fazer uma vistoria detalhada na casa ou apartamento. Da mesma forma, no momento de entrega das chaves, uma nova verificação será realiza para observar se os acordos foram respeitados. Isso evita que você seja cobrado por problemas que o imóvel já tinha, por exemplo.

5. Garantias locatícias

Por último, mas não menos importante, é essencial que você saiba que o proprietário pode exigir uma garantia locatícia. Ela serve para prevenir o dono do imóvel de ficar em prejuízo caso você não realize o pagamento do aluguel.

A etapa é fundamental para que o negócio seja concluído e deve ser realizada com cuidado. Isso porque algumas alternativas não são muito vantajosas para o inquilino.

Para alugar com fiador, por exemplo, é necessário encontrar algum familiar ou amigo disposto a ajudar e que preencha os requisitos estabelecidos pelaimobiliária. Depois, é preciso entregar uma série de documentos e aguardar a análise para saber se ele terá o cadastro aprovado.

Fiança locatícia por cartão de crédito

Uma alternativa prática e econômica é a fiança locatícia por cartão de crédito — que dispensa totalmente a necessidade de um fiador. A ferramenta inovadora foi desenvolvida pela CredPago e tem várias vantagens, como não necessitar de comprovação de renda e ser realizada de forma instantânea.

O processo, que pode ser feito online pelas imobiliárias parceiras, analisa os documentos e os limites dos cartões de crédito apresentados. Não é necessário comprovante de renda e residência para essa modalidade. Tudo é realizado sem a necessidade de cópias ou de esperar vários dias para ter uma resposta. Não por acaso, a solução é reconhecida como uma revolução do mercado imobiliário.

Quando o assunto é alugar imóvel, informação e pesquisa são muito importantes. Caso contrário, você talvez não saberia que existe uma maneira menos burocrática de fazer a fiança locatícia. Gastando menos tempo e dinheiro com burocracias, o processo de locação fica muito mais fácil, rápido e econômico para todos.

Gostou deste artigo? Aproveite para ler o conteúdo que preparamos sobre como alugar um imóvel sem fiador!


Compartilhar
Facebook Google Plus Twitter Linkedin
Encontre uma imobiliária
CredPago
Escrito por
CredPago

A Revolução em locação imobiliária.


Mais de 6 mil imobiliárias parceiras
Encontre uma próxima de você


0800 001 6002

Atendimento digital
47 99936-0198



Parceiros

  • Captei
  • Colibri
  • Endeavour
  • Cartões
  • Rede Vistorias
  • Vistoria Simples
  • Vista
  • Universal
  • Casa Soft

Faça login em sua conta


Esqueci minha senha!